Escolha uma Página

A segurança é um direito de todos os colombianos mais além de debates ideológicos ou políticos

-Presidente Duque, as cifras e os fatos falam por si mesmos, estão nos assassinando-FARC

Presidente Iván Duque

Senhor presidente: É realmente condenável que você decida nomear o Dr. Daniel Palacios como diretor da Unidade Nacional de Proteção UNP, quando ele foi uma pessoa que se declarou abertamente contra o Acordo de Paz e de sua implementação, se referiu de maneira condenatória, insultante e estigmatizante sobre a população a proteger.

Por seus fortes pronunciamentos a respeito dos líderes sociais e signatários da Paz, é claro que é uma pessoa que não transcendeu os ódios, sem capacidade de resiliência, sem a sensibilidade de entender o conflito em toda sua dimensão política e humana. Um funcionário destas características não pode nem deve estar à frente da informação vital dos protegidos, sua intimidade, nem muito menos frente à garantia de suas vidas.

Este rechaço do partido Força Alternativa Revolucionária do Comum-FARC à nomeação do Dr. Palácios na direção da UNP obedece à evidente perseguição e eliminação de ex-guerrilheiros e líderes sociais. O momento histórico exige que à frente de instituições como a UNP estejam pessoas democráticas, respeitosas da vida, do Acordo de Paz, comprometidas com a implementação e da existência da oposição. Presidente Duque, as cifras e os fatos falam por si mesmos, estão nos assassinando!

Desde a firma do Acordo de Paz em novembro de 2016 até o dia de hoje foram assassinados mais de 182 ex-guerrilheiros comprometidos com a paz. Parece ser uma sina trágica a condenação à morte daqueles que confiam na possibilidade de superar o conflito armado e construir uma paz estável e duradoura.

A chegada do Dr. Palacios à direção da entidade encarregada da segurança dos que firmamos A Paz com o Estado, que deixamos as armas e estamos cumprindo com o pactuado, é uma ameaça a nossa segurança. O Dr. Palacios, de maneira absurda em sua conta de twitter, se refere a nós desta maneira: “É inadmissível que os terroristas das FARC se exibam pelas ruas de Bogotá com o pretexto de fazer pedagogia para a paz, sem ainda terem confessado seus crimes nem reparado a suas vítimas”.

As expressões do Dr. Palacios denotam total desconhecimento do conflito, do conteúdo do Acordo, da existência e do caráter da JEP e do processo de construção de paz no qual nos encontramos neste momento as e os subscritores ex-guerrilheiros.

Finalmente, fazemos um chamado a corrigir esta equivocada nomeação que põe em risco a vida e a segurança de líderes e signatários da paz em Colômbia.  É uma oportunidade para que você, presidente Iván Duque,  seja consequente com seus pronunciamentos no exterior onde expressou em reiteradas ocasiões ser respeitoso ao Acordo de Paz e de sua implementação.

Garanta a vida de todos os colombianos e de todas as colombianas, Presidente!

Conselho Político Nacional

Força Alternativa Revolucionária do Comum-FARC

Bogotá DC, 21 de fevereiro de 2020

Tradução > Joaquim Lisboa Neto