Escolha uma Página

A militância do Partido Força Alternativa Revolucionária do Comum expressa ao Governo, ao povo da República Islâmica do Irã e ao Centro Confissão Islâmica Ahlul Bayt – Colômbia os mais altos sentimentos de solidariedade, ante o vil assassinato do General Qassem Soleimani.

Se trata de um ato criminal e terrorista do qual Donald Trump assumiu sua responsabilidade pessoal, violando as leis internas de seu país e passando por cima do Congresso e das Normas e dos Tratados Internacionais e, em especial, desconhecendo a competência da Organização das Nações Unidas como garantidoras da Paz Mundial.

O assassinato do general Soleimani tem a ver com a próxima campanha eleitoral nos Estados Unidos e a forma perversa com a qual um presidente busca sua reeleição, assim como com a intenção de ocultar o iminente julgamento político contra ele que pode decidir sobre a destituição de seu cargo; porém é também uma retaliação pelas decisões soberanas do povo iraniano sobre a comercialização de seu petróleo, do qual é o quinto produtor mundial.

A guerra é uma ação execrável, que os povos rechaçam, porque são sua principal vítima; prova disso é a grande solidariedade que tanto o Governo como o povo do Irã têm recebido do mundo que almeja a Paz.

A luta popular pelo valor supremo da paz na América Latina e em todas as regiões do mundo é um dever inadiável. Aclimatar a paz com justiça social deve ser compromisso de todos os democratas, assim como denunciar e lutar contra os crimes do imperialismo, do sionismo e do fascismo no atual momento.

Conselho Político Nacional
Força Alternativa Revolucionária do Comum-FARC.
Bogotá DC 8 de janeiro de 2020
Tradução > Joaquim Lisboa Neto